Acelerando o Metabolismo Naturalmente | Notícias | Farmácia Vitamed | Olímpia-SP
Notícias

Acelerando o Metabolismo Naturalmente

Compartilhe:

Quem quer emagrecer ou faz reeducação alimentar, já ouviu falar em 'acelerar o metabolismo'. Esta expressão entrou de vez no dicionário de nutricionistas, nutrólogos e endocrinologistas, pois é uma maneira de tornar o emagrecimento mais estável e evitar o efeito platô (quando o corpo se acostuma com a perda de peso e começa a não responder mais à dieta).

As diferenças de metabolismo entre as pessoas explica porque uma pessoa magra que come muito não engorda nem por decreto. O organismo dela tem taxa metabólica elevada, ou seja, queima calorias mais rápido que uma pessoa gordinha que come a mesma quantidade de calorias diariamente. Por isso é que não se deve seguir a dieta da amiga ou do colega e nem se deve acreditar em fórmulas milagrosas. Cada pessoa deve encontrar a melhor forma de reeducar a alimentação para manter o peso saudável e a saúde em dia.

Acelerando
A variação da taxa metabólica é inflenciada por várias fatores como idade (quanto mais velho, mais lento), sexo (homens têm metabolismo mais rápido), questões genéticas, alimentação e prática de exercícios. Afinal, cerca de 70% da energia produzida por nosso corpo é utilizada no metabolismo basal e 10% é utilizada no processo natural de metabolização dos alimentos.

Segundo os nutricionistas, não é tão difícil ajudar o metabolismo a funcionar. 'Para acelerar o metabolismo o primeiro passo é comer de três em três horas. Assim, seu corpo vai recebendo a informação e lembrando que tem que trabalhar mais rápido. Quem acha que para emagrecer deve ficar horas sem comer está totalmente enganado' afirma ela. 'Comendo pouco e várias vezes ao dia os seu hormônios ficam controlados, você reduz o apetite para a próxima refeição, melhora a digestão, o funcionamento intestinal e ainda queima mais calorias'.

Os alimentos termogênicos, ou seja, aqueles que produzem mais energia para serem metabolizados do que o número real de calorias que eles possuem - como por exemplo a pimenta, o gengibre, o chá verde, a mostarda, a laranja, a cafeína e até a água gelada - ajudam a aumentar o metabolismo, mas somente eles não resolvem a questão. 'Não existem alimentos milagrosos. Na verdade, a alimentação pobre em gorduras (que cansa o metabolismo), rica em fibras (que faz o processo de limpeza), fracionada em até sete refeições e equilibrada é que fazem este efeito' . 'Experimente comer mais frutas e verduras, líquidos (especialmente o chá verde), comer mais sementes e grãos'.

Mudança de hábito
Como deu para perceber, é preciso força de vontade e determinação para inserir mais alimentos positivos na dieta, melhorar a qualidade de hidratação do organismo e investir em exercícios físicos para gastar toda esta energia que fica estocada e acaba virando pneuzinhos desagradáveis